Escolha uma Página
Periféricos | Review com spoiler da primeira temporada da série e renovação para segunda temporada na Amazon Prime Video

Periféricos | Review com spoiler da primeira temporada da série e renovação para segunda temporada na Amazon Prime Video

por | jun 24, 2023 | Notícias, Review, Séries

Idioma: Português Português Inglês Inglês Espanhol Espanhol

5
(1)

“Periféricos” uma série de ficção científica produzida pela Amazon Studios e Warner Bros. Television, baseada no romance homônimo de William Gibson. A série estreou em 21 de outubro de 2022 e, após uma temporada bem-sucedida, foi renovada para uma segunda temporada. Neste review, analisaremos a trama, os personagens e a produção da série, bem como as expectativas para a segunda temporada.

A história de “Periféricos” se passa em um futuro distópico e gira em torno de Flynne Fisher (interpretada por Chloë Grace Moretz), uma jovem inteligente e ambiciosa que vive em uma cidade sem perspectivas. A vida de Flynne muda quando ela é apresentada a um mundo de realidade virtual e aumentada, mergulhando em uma aventura extraordinária.



A série explora temas como tecnologia, realidade virtual, viagem no tempo e conspirações, criando um universo complexo e intrigante. A ambientação futurista é bem construída, com cenários e efeitos visuais que transportam o espectador para o universo de Gibson.

Sinopse de Periféricos primeira temporada

Moretz interpreta Flynne Fisher, uma jovem que vive nas montanhas Blue Ridge em 2032 com sua mãe idosa e irmão veterano da Marinha Burton (Jack Reynor), na série de suspense de ficção científica baseada no livro de William Gibson. Flynne e Burton jogam jogos de simulação pagos para sobreviver enquanto a condição de sua mãe piora.



“Os dois irmãos compartilham a personalidade de Burton, ‘jockeying’ para clientes bem pagos para vencer níveis de jogo difíceis”, diz a sinopse oficial do programa. Quando Burton tem a oportunidade de testar um novo Sim, Flynne acaba participando e jogando como seu irmão. The Sim se passa em Londres e atribui a Flynne a missão de se infiltrar no Instituto de Pesquisa, uma empresa, a fim de roubar um segredo comercial vital. Flynne começa a entender que o Sim é mais real do que ela jamais poderia ter sonhado quando a tarefa dá errado. A Londres que ela está investigando existe no ano de 2099. Além disso, ela e sua família estão em grave perigo como resultado do que Flynne descobriu no Instituto de Pesquisa. “

“Pessoas do futuro estão interessadas em usar Flynne para os dados que ela roubou. Outras pessoas também querem Flynne morto. Em Future London, Flynne conhece Wilf (Gary Carr), um cara que pode ter a chave para resolver o mistério atual. Flynne e Burton devem primeiro se unir à sua unidade militar de elite anterior no presente para se defenderem dos agressores que querem matá-los. Esses agressores foram enviados do futuro para recuperar o segredo crucial que Flynne roubou.”



Elenco de Periféricos

Periféricos | Elenco da primeira temporada da série na Amazon Prime video

Chloë Grace Moretz brilha no papel de Flynne Fisher, transmitindo a determinação e a vulnerabilidade da personagem de maneira convincente. O elenco de apoio também é talentoso, incluindo nomes como Jack Reynor, Gary Carr, Eli Goree, Louis Herthum, JJ Feild, T’Nia Miller, Charlotte Riley, Alexandra Billings, entre outros. As atuações são sólidas e os personagens são bem desenvolvidos, com arcos narrativos interessantes e relacionamentos complexos.

Spoiler da primeira temporada de Periféricos

Em 2032, Flynne e Burton Fisher cuidam de sua mãe doente, Ella, em uma pequena e sonolenta cidade da Carolina do Sul. Ella sofre de um tumor cerebral terminal, e sua saúde e cuidados deteriorados consomem grande parte da vida e das finanças de seus filhos. Flynne trabalha em uma loja de impressão 3-D local, enquanto Burton ganha dinheiro como jogador, pago para ajudar os clientes a subir de nível em simulações avançadas de realidade virtual. Burton possui implantes tecnológicos de seu tempo como fuzileiro naval, que permitem que ele se conecte mentalmente com sua unidade, todos os quais cresceram juntos e compartilham um vínculo estreito.



Quando Burton é contratado por um cliente para testar um novo headset para jogos, ele pede a Flynne que o substitua. Flynne é muito mais habilidosa e costuma usar a conta e os avatares de seu irmão, dando a ele crédito por suas realizações. Percebendo que o cliente deseja as habilidades de Flynne e não as de Burton, eles trocam de lugar.

Depois de colocar o fone de ouvido, Flynne se encontra em uma simulação hiper-realista, onde ela controla um avatar que se parece exatamente com Burton. O sim ocorre em uma Londres futurista, onde réplicas titânicas de esculturas famosas se elevam até mesmo sobre os arranha-céus mais altos e ficam de sentinela sobre a cidade quase deserta.

Uma voz na cabeça de Flynne a direciona para uma festa onde ela é instruída a convencer uma mulher chamada Mariel a levar o avatar de Burton para casa. No caminho, ela tem a tarefa de distrair Mariel e deixá-la inconsciente com um inalante narcótico. Flynne consegue isso, mas é atacado pelo driver android de Mariel, que ela consegue desativar. Flynne é então instruído a levar Mariel a um local secreto onde ela encontra a voz em sua cabeça: uma mulher chamada Aelita West.

No mundo real, Flynne descreve com entusiasmo o jogo hiper-realista, embora ela esteja um tanto confusa com a história. Burton é informado de que o cliente deseja fazer outra sessão.

Quando Flynne entra no sim novamente, ela encontra o avatar de Burton amarrado a uma mesa, imobilizado. Aelita observa apaticamente enquanto é submetida a um procedimento brutal em que o olho do avatar é removido e substituído por um dos olhos de Mariel, sem anestesia. A natureza do fone de ouvido significa que Flynne sente tudo o que o avatar sente, incluindo a dor. Aelita força Flynne a treinar sua mente para se desconectar da dor. Assim que a operação estiver concluída, Aelita leva o avatar Burton para um cofre subterrâneo. Ela faz Flynne acessar uma câmara estranha por meio de varredura de retina antes de serem atacados, Aelita é ferida e o avatar de Burton é morto.

Flynne sai do sim traumatizado e assustado com a experiência e com raiva se recusa a voltar. Ela experimenta crises de tontura e desorientação e começa a questionar a natureza da simulação. Ela se pergunta sobre a inclusão de uma dor excruciante em um jogo. Antes que o avatar fosse destruído, ela também observou um esqueleto robótico sob sua mão danificada.

Flynne logo é contatado por Wilf Netherton, que afirma representar a empresa que contratou Burton. Eles perceberam que Flynne e Burton trocaram de lugar e ele informa a Flynne que um contrato foi postado na dark web e ele acredita que Flynne e sua família são os alvos. Alguém está vindo para matá-los e ele implora que ela volte para a simulação para que ele possa ajudar. Flynne se recusa e informa Burton, que não está convencido de que haja qualquer ameaça verdadeira. Logo, um grupo de mercenários armados com tecnologia futurista chega à casa dos Fisher. Burton e sua equipe frustram o ataque usando seus implantes cibernéticos.

Flynne entra no sim mais uma vez para coletar informações. Ela descobre que agora está pilotando um avatar que se parece com ela. Wilf confirma sua suspeita de que ela não está realmente em uma simulação. O avatar é na verdade um andróide chamado Periférico, permitindo que ela experimente o mundo como se estivesse fisicamente presente até as sensações físicas, como prazer e dor. Além disso, Wilf, o Periférico, e a Londres que eles habitam estão, na verdade, setenta anos no futuro. Um túnel quântico liga os dois prazos. Wilf também revela que o futuro em que ele está não é o futuro de Flynne. A linha do tempo de Flynne é uma realidade alternativa, uma ramificação conhecida como Stub, criada quando alguém de seu presente fez contato com alguém do passado, mudando efetivamente a história.

No passado de Wilf e no futuro de Flynne, uma série de eventos catastróficos de décadas, conhecidos coletivamente como The Jackpot, destruiu a maior parte da vida humana e animal na Terra. Esses eventos incluíram guerras, ataques terroristas, pragas e a destruição do meio ambiente. Os sobreviventes estão reunidos principalmente em grandes cidades como Londres.

Wilf explica que Aelita estava tentando roubar algo de grande importância do cofre para o qual ela levou Flynne. Aelita agora está desaparecida e Flynne pode ter a única chave para encontrá-la. Wilf e seus associados prometem ajudar a manter Flynne e sua família vivos e fornecer a Ella uma cura para seu tumor cerebral se Flynne concordar em ajudá-los a encontrar Aelita.

Análise da primeira temporada de Periféricos

Periféricos é uma série de ficção científica que oferece uma grande quantidade de ação e sequências de tirar o fôlego, além de ser intelectualmente estimulante e apresentar questões filosóficas interessantes para reflexão.

A série mantém sua força durante sete dos oito episódios, no entanto, o episódio final apresenta algumas lacunas na trama que não são explicadas suficientemente e deixam a maior parte da trama central sem solução. A promessa de uma segunda temporada é animadora, mas a série parece ter sido cancelada antes de terminar sua história. Infelizmente, a política de negócios e entretenimento muitas vezes faz com que os bastidores do processo de produção fiquem escondidos do público, incluindo refilmagens, reescritas e edições de pós-produção que às vezes podem tornar o produto final incompreensível. Talvez isso seja o que esteja acontecendo aqui.

Apesar disso, a mistura entre uma pequena cidade familiar e um futuro surreal é excelente. O futuro de Gibson não é cheio de naves espaciais ou tecnologias alienígenas, mas é um mundo que conhecemos, tornado surreal pela tragédia que transformou o familiar em algo estranho e perturbador, enquanto ainda apresenta elementos novos e fascinantes.

Os efeitos especiais são impressionantes, com a nanotecnologia e a simulação virtual tornando-se cada vez mais presentes na vida cotidiana do futuro. Flynne fica impressionada ao descobrir que a brilhante cidade futurista que ela vê é uma mistura de realidade e realidade aumentada, e Wilf mostra a ela como desligar o recurso enquanto caminham ao longo do rio Tâmisa, revelando ruínas pontuadas por novos arranha-céus e esculturas imponentes que revelam estar purificando a atmosfera.





Tudo considerado, a promessa de uma segunda temporada é suficiente para manter a série em alta conta e recomendá-la a outros espectadores.

O enredo dá várias reviravoltas à medida que aprendemos que o Jackpot perturbou completamente toda a sociedade. O que resta são três poderes mantendo tudo em ordem e um ao outro sob controle. A Polícia Metropolitana mantém a ordem legal, principalmente com oficiais periféricos e andróides. Eles fecham os olhos para as ações mais questionáveis ​​dos outros dois poderes, o Klept e o Instituto de Pesquisa. O Instituto de Pesquisa é responsável por toda a tecnologia do futuro. Conhecimento, inovação, comércio, ciência e até medicina estão sob sua alçada. O Instituto de Pesquisa, liderado por Cherise Norlund, está tentando matar Flynne e sua família. O Klept é uma vasta aliança de famílias criminosas russas que brutalmente, mas efetivamente restauraram a ordem após o Jackpot, dando origem a uma sociedade rica e elitista.

No presente de Flynne, o mundo é um lugar mais sombrio do que imaginamos. O Texas se separou dos Estados Unidos em uma guerra sangrenta em que Burton e seus amigos lutaram e receberam seus implantes. A política é corrupta e a cidade é controlada pelo rico Corbell Pickett, um autodenominado padrinho, que dirige um vasto império de drogas ilegais, possui grande parte da cidade e emprega a maioria de seus habitantes.

O show faz uma série de questões filosóficas. A maioria dos personagens acredita que está trabalhando para o bem comum, quaisquer que sejam seus métodos distorcidos ou equivocados. Os habitantes de Londres lutam para ver Flynne e seus contemporâneos como pessoas reais e dignas de consideração. Eles são pejorativamente chamados de Polts, abreviação de poltergeist, pois provavelmente estarão mortos dentro de uma ou duas décadas devido ao The Jackpot.

Cada personagem tem sua própria agenda e, para muitos, isso inclui coisas horríveis que eles estão dispostos a fazer para alcançar seus próprios objetivos. Não faltam vilões com objetivos elevados de salvar o mundo ou trazer ordem ao caos, que não pensam em assassinar outros cruelmente. Flynne e Burton mentem rotineiramente para proteger as pessoas ao seu redor da verdade do que está acontecendo. Outros personagens que parecem ser uma referência de moralidade mais tarde cometem assassinatos a sangue frio em nome de salvar todos que amam.

Não falta violência. Na maioria dos casos, as coisas mais horríveis descritas estão acontecendo com os Periféricos, mas eles se parecem com pessoas reais. Eles sangram e seus operadores experimentam dor e trauma. Assassinos brutais caçam Flynne e Burton. Mais de uma vez, uma parte inocente é morta no processo, e a câmera nem sempre corta.

Vale a pena assiste a série Periféricos na Amazon Prime?

A primeira temporada de Periféricos ,The Peripheral, é essencialmente uma narrativa cativante, embora infelizmente perca força nos momentos finais da temporada. O desfecho do suspense parece mais adequado a uma pausa no meio da temporada do que ao término completo. Pouco é resolvido e algumas reviravoltas se tornam confusas.

As visões surreais de um futuro distópico em Londres criam uma estética impressionante, assim como os avanços tecnológicos aparentemente mágicos. Alguns espectadores mais sensíveis podem considerar a violência excessivamente chocante, e os escritores não hesitam em apresentar mortes trágicas e brutais diante do público.

As reflexões existenciais são profundas, pois os personagens lidam com a realidade de múltiplos universos e versões de si mesmos. Universos alternativos são criados e explorados com apenas um toque de botão em The Peripheral. Embora a religião não tenha presença na história, inevitavelmente nos perguntamos sobre as implicações teológicas de um multiverso.

No geral, assistir The Peripheral vale a pena. Gibson já escreveu uma sequência e está trabalhando em um terceiro livro para completar a trilogia. Foi-nos prometida pelo menos mais uma temporada, e, por enquanto, estou disposto(a) a acompanhar esse programa e descobrir para onde ele nos leva.

Produção e Direção da série Periféricos

“Periféricos” é produzida por Lisa Joy e Jonathan Nolan, criadores da aclamada série “Westworld”. A dupla traz sua experiência em narrativas complexas e ambiciosas para a série, garantindo uma produção de alta qualidade. Scott B. Smith é o showrunner e também atua como produtor executivo, enquanto Vincenzo Natali é o diretor e produtor executivo.
A direção de Natali é competente, criando uma atmosfera envolvente e mantendo um ritmo equilibrado ao longo dos episódios. A fotografia e a trilha sonora também são destaques, contribuindo para a imersão do espectador no universo da série.

Periféricos 2 – Renovação da Segunda Temporada

“Periféricos” foi bem recebida tanto pela crítica quanto pelo público, com elogios à trama, às atuações e à produção. A série conseguiu conquistar uma base de fãs fiel, que aguardava ansamente a confirmação da renovação para a segunda temporada.

A Amazon anunciou oficialmente a renovação da série, o que gerou entusiasmo entre os fãs e os envolvidos na produção. Lisa Joy e Jonathan Nolan expressaram sua gratidão aos parceiros da Amazon e aos fãs, afirmando estarem ansiosos para continuar explorando o mundo criado por Gibson na segunda temporada.

Expectativas para a Segunda Temporada de Periféricos

Com a renovação confirmada, as expectativas para a segunda temporada de “Periféricos” são altas. A trama deve continuar a se aprofundar nos mistérios e conspirações apresentados na primeira temporada, expandindo o universo e desenvolvendo ainda mais os personagens.

É provável que a segunda temporada adapte elementos do segundo livro da trilogia “Jackpot” de Gibson, intitulado “Agency”. Isso pode trazer novos desafios e reviravoltas para Flynne e os demais personagens, mantendo o público envolvido ansioso pelos próximos episódios.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Outros artigos que você possa se interessar




Diversão: Quizes

Review de Filmes e Séries

Filmes e Séries

Livros e Quadrinhos

Ciência e Tecnologia