Escolha uma Página

RUR – Robôs Universais de Rossum – Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

por | nov 21, 2020 | Livros

RUR - Robôs Universais de Rossum - Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

RUR – Robôs Universais de Rossum – Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

por | nov 21, 2020 | Livros

Idioma: PortuguêsEnglishEspañol

312
5
(2)

A Editora Madrepérola vai trazer um clássico da ficção científica mundial por meio de financiamento coletivo. Cada vez mais se firmando como referência no gênero, a Madrepérola está apostando no lançamento da obra onde a palavra “Robô” nasceu. Trata-se da peça de teatro tcheca RUR: Robôs Universais de Rossum.

Escrita em 1920 pelo filósofo, escritor e dramaturgo Karel Čapek, RUR comemora seu centenário em 2020. Mas a peça, em si, foi encenada em janeiro de 1921 nos palcos da então Tchecoslováquia. O sucesso de público e da crítica foi tão grande que a obra logo ganhou adaptações por toda a Europa e, posteriormente, nos Estados Unidos. O neologismo criado na peça ganhou o mundo, fazendo com que a palavra original “roboti” fosse usada em quase todos os idiomas com variações muito pequenas.

rur robos universais de rossum financiamento coletivo catarse 968x750 - RUR - Robôs Universais de Rossum - Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

RUR é um marco da ficção científica. Sua influência pode ser sentida em autores como Philip K. Dick e Isaac Asimov, bem como em diversos livros e filmes que apresentam os Robôs e a chamada “revolta das máquinas”. A comemoração do centenário da sua publicação foi a maneira que editora encontrou para valorizar a obra, quase esquecida pelo público leigo nos últimos cem anos.

O trabalho de tradução começou há três anos, e foi feito pelo autor brasileiro de ficção científica Rogério Pietro, que usou o manuscrito original da peça de teatro em tcheco para trazer para o nosso idioma uma nova versão de Robôs Universais de Rossum. Mas, em paralelo, o autor também escreveu uma adaptação de RUR para o romance, dando à obra um estilo mais aceitável nos dias atuais. Portanto, o projeto que está em financiamento coletivo até 17 de dezembro é um livro duplo, composto pelo texto original de Karel Čapek, traduzido para o português, e uma adaptação da história que traz RUR para a nossa realidade atual, mantendo todos os personagens e a mensagem impactante que o autor tcheco colocou no papel em 1920.

A importância de RUR não está apenas no fato de ter apresentado ao mundo a palavra “Robô”. Como se isso já não fosse importante o suficiente para que a obra esteja em toda biblioteca de ficção científica, o conteúdo filosófico e a crítica social inteligente de Karel Čapek colocam RUR dentre as mais extraordinárias distopias já escritas.

A razão para isso é que o enredo mostra uma fábrica que produz pessoas artificiais chamadas Robôs – palavra que significa, não por acaso, trabalho forçado ou escravo. Esses humanos sintéticos são vendidos para todo o mundo moderno e substituem a mão de obra humana. Assim, uma massa gigantesca de pessoas perde o emprego para os Robôs, que não recebem salário e podem ser substituídos como meras máquinas de baixo custo. Além disso, esses sintéticos não têm qualquer direito humano ou civil. Ao menor sinal de defeito, são triturados e trocados por outros mais novos. Por outro lado, uma ONG chamada Liga da Humanidade tenta chamar a atenção para a causa robótica. Sua maior representante, Helena Glory, trava debates acesos com Harry Domin, o diretor geral da Robôs Universais de Rossum.

Em RUR, os questionamentos a respeito dos Robôs giram em torno de saber se eles são ou não humanos, se possuem ou não uma alma, e até que ponto a humanidade pode se servir do trabalho forçado deles. Tais ideias foram baseadas na Revolução Industrial e já assombravam o mundo em 1920. Mas elas continuam atuais e se estenderam para o campo social, quando se discute a desigualdade social, as relações trabalhistas, o racismo e o sexismo. Para se ter uma ideia de como a mensagem de RUR é contemporânea à nossa sociedade, basta citar que os Robôs são gradualmente empoderados, sendo dado a eles também o direito de portar armas. Esse é o gatilho que faltava para acontecer o que podemos chamar de primeira “revolta das máquinas” da ficção científica.

rur robosouniversaisodeorossum rogerio pietro - RUR - Robôs Universais de Rossum - Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

Karel Čapek foi um visionário, assim como Júlio Verne, H. G. Wells e outros autores do gênero que previram acontecimentos e tecnologias que se tornaram reais. No caso de RUR, diversos conceitos são assustadoramente conhecidos por nossa sociedade moderna de 2020. Desde as relações trabalhistas exploradoras, os avanços científicos em busca da criação de formas de vida artificiais, o uso político das massas, o menosprezo pelas diferenças, a corrida armamentista, até o extermínio de todo aquele que não se enquadra num determinado padrão.


Brasil TV Móvel - O melhor aplicativo de IPTV na sua mão


UniTV - Nº1 EM CONTEÚDO (E ESTABILIDADE) +500 Canais +100.000 VOD - HOT - App Grátis para Celular

Retrado do seu tempo, RUR: Robôs Universais de Rossum, fala do mundo em que vivemos. Karel Čapek usou a realidade para criar uma distopia ficcional de grande profundidade. Pouco depois de a sua peça de teatro se tornar um sucesso, ele veio a público informar que, na verdade, seu irmão Josef Čapek foi quem criou o neologismo ao sugerir o nome “Robô” para as criaturas sintéticas. Os irmãos Čapek eram muito próximos e trabalhavam juntos em vários projetos. O mundo no qual eles viveram estava passando por transformações complexas e dolorosas, como a Revolução Russa – que afetou profundamente a Tchecoslováquia –, a Primeira Guerra Mundial, a pandemia da Gripe Espanhola, e via no horizonte o surgimento do nazismo.


Karel Čapek morreu jovem, aos 48 anos em 1938. Seu irmão Josef foi morto em 1945 num campo de concentração nazista. O mundo horrendo que eles previram, e contra o qual eles lutaram enquanto criadores de cultura, ganhou forma e quase destruiu a humanidade.


Isto é RUR: Robôs Universais de Rossum, uma obra que merece ser conhecida e celebrada em seu centenário. O financiamento coletivo do livro está aberto no Catarse e vai permanecer disponível até 17 de dezembro.

Se você é fã de ficção científica ou se simplesmente ficou interessado pelo tema, vale a pena contribuir e fazer parte desse evento que comemora um dos pilares da cultura Geek.. Ficou interessado? Você pode ajudar o projeto e garantir seu livro da comemoração histórica de RUR pelo link: https://www.catarse.me/rur

rur robos universais de rossum obra ficcao cientifica financiamento coletivo catarse 1024x647 - RUR - Robôs Universais de Rossum - Obra de Ficção Científica em financiamento coletivo no Catarse

________________________________

Gostou deste artigo?

Classificação média 5 / 5. Contagem de voto(s): 2

Seja o primeiro a avaliar este artigo!


Outros artigos que você possa se interessar


Diversão: Quizes e Puzzles

Cosplayers e Cosmakers

H.TV 7 - A marca pioneira em IPTV

Review de Filmes e Séries