Escolha uma Página

RoboCop II: The Corporate War | Roteiro escrito por Ed Neumeier e Michael Miner

por | jul 6, 2019 | Filmes, Notícias

RoboCop II: The Corporate War | Roteiro escrito por Ed Neumeier e Michael Miner

RoboCop II: The Corporate War | Roteiro escrito por Ed Neumeier e Michael Miner

por | jul 6, 2019 | Filmes, Notícias

Idioma: PortuguêsEnglishEspañol

1.3k
5
(1)
RoboCop II: The Corporate War | Roteiro escrito por Ed Neumeier e Michael Miner

The Corporate War, roteiro não utilizado para a sequencia de RoboCop de 1987, foi escrito há anos pelos roteiristas originais Ed Neumeier e Michael Miner.


A história começa com o RoboCop destruido e sendo ressuscitado muitos anos depois, em um novo mundo.

Ed Neumeier e Michael Miner, diz: “Os autores desejam pedir desculpas por quaisquer erros de julgamento e / ou lapsos de logica neste rascunho muito grosseiro”

Ed Neumeier explica uma das razões para o sucesso do ROBOCOP de 1987:

“Ele tem um relacionamento caprichoso com o público. Às vezes, um relacionamento um tanto desagradável. Às vezes, é apenas para foder o público”


O roteiro parecia ser muito promissor, apesar de não ter sido levando adiante pelos executivos da Orion.


O ROTEIRO

A história começa com um grupo de ladrões usando um caminhão equipado com um canhão para assaltarem um banco. Ao chegarem ao banco os ladrões se deparam com o Robocop diante deles. Os bandidos trocam tiros com Robocop e em um ato de último suspiro, um dos criminosos dispara o canhão em Murphy.

RoboCop II - The Corporate Wars - Roteiro escrito por Ed Neumeier e Michael Miner

A tela fica preta, como no renascer de Murphy como Robocop no primeiro filme, e vemos a visão do Robocop sendo ativada. Depois de alguns segundos, sua visão é restabelecida e aparece na tela um título: 25 anos depois.


UniTV - Nº1 EM CONTEÚDO (E ESTABILIDADE) +500 Canais +100.000 VOD - HOT - App Grátis para Celular


Brasil TV Móvel - O melhor aplicativo de IPTV na sua mão

RoboCop II - The Corporate Wars - Reescrito por Justin Rhodes e Tim Miller
A história começa com o RoboCop destruido e sendo ressuscitado muitos anos depois, em um novo mundo.

RoboCop desperta para uma civilização radicalmente alterada, em que as cidades foram transformadas em “plexes” autônomos, como New York Plex, RioPlex e DelhiPlex. Os cidadãos privilegiados dessas comunidades passam seus dias no LeisureGrid, mastigando hambúrgueres servidos pela Food ServiceDroids ou brincando com os SexBots em bordéis de alta tecnologia. Aqueles que não podem pagar o estilo de vida go-go se tornam OutPlexers, abandonados no exílio das favelas sem limites que cercam as paredes das cidades. O presidente dos EUA (ou AmeriPlex) é um ex-comediante, enquanto o homem que dá as ordens – e manobra para comprar o governo dos EUA e transformá-lo em uma entidade privada – é “super-empresário” Ted Flicker.

Robocop é descoberto por dois flunkies do Flicker nas ruínas do agora extinto Omni Consumer Products, onde RoboCop é revivido, reparado e conectado com o NeuroBrain, o sistema central de computador do plex.

Em pouco tempo, ele se envolve na desesperada garra do poder, e se vê engajado em uma tentativa de desacreditar o comandante da Segurança Interna da Rede, envolvido em uma campanha sanguinária para remover os OutPlexers indefesos do perímetro da cidade, e finalmente levado a resolver questões. em suas próprias mãos quando um grupo de terroristas ameaça o complexo com uma bomba de nêutrons. Todo o tempo, ele é consertado por um cientista recluso, auxiliado por um hacker chinês, e cortejado pelo espírito desencarnado de NeuroBrain (na verdade, os impulsos de pensamento da esposa morta do cientista).

Os plexes do scipt parecem ainda mais felizes com a mídia do que a Detroit obcecada pela televisão de ROBOCOP – as ondas estão cheias de NewsBlips rápidos e comerciais de drogas para melhorar o humor, enquanto o maior modelador de opinião da época é um rapper chamado MoonDog.


Apesar de todos os seus aspectos intrigantes, o roteiro, tal como está, é muito o que Neumeier e Miner afirmam ser: um rascunho.

Vamos ver o que Neill Blomkamp fará hoje com esse roteiro, que será reescrito por Justin Rhodes e Tim Miller.


ROBOCOP – Diretor Neill Blomkamp confirma que o filme trará a armadura original

Neill Blomkamp quer que RoboCop Returns tenha o mesmo estilo do original de Paul Verhoeven

________________________________

Gostou deste artigo?

Classificação média 5 / 5. Contagem de voto(s): 1

Seja o primeiro a avaliar este artigo!


Outros artigos que você possa se interessar


Diversão: Quizes e Puzzles

Cosplayers e Cosmakers

H.TV 7 - A marca pioneira em IPTV

Review de Filmes e Séries