Escolha uma Página
A Escada | Minissérie baseada em uma história real com Toni Collette e Colin Firth no HBO MAX

A Escada | Minissérie baseada em uma história real com Toni Collette e Colin Firth no HBO MAX

por | mar 26, 2023 | Notícias, Séries

Idioma: Português Português Inglês Inglês Espanhol Espanhol

0
(0)

Inspirada em uma história real, a série A Escada (The Staircase) acompanha o escritor e veterano de guerra Michael Peterson, interpretado por Colin Firth, após a morte suspeita de sua esposa Kathleen, interpretada por Toni Collette.

Sinopse de A Escada

Na trama, em 9 de dezembro de 2001, Michael faz uma ligação de emergência desesperada informando que Kathleen caiu da escada de sua casa em Durham, NC. Mas quando ele é acusado pelo promotor de assassinato, os membros de sua família precisam escolher de que lado estão e em qual versão acreditar. Conforme o caso vira um circo midiático, uma equipe de filmagem aparece para registrar suas reviravoltas em um documentário. Entrelaçando diversas perspectivas e linhas temporais, esta minissérie emocionante explora a natureza ilusória da verdade em um retrato íntimo do luto de uma família.



A série recebeu o nome de “A Escada” porque Peterson alegou que sua esposa Kathleen havia caído da escada em sua casa, apesar de muitos acreditarem que ele a espancou até a morte.

Elenco de A Escada

Colin Firth, Toni Collette, Michael Stuhlbarg, Juliette Binoche, Dane Dehaan, Olivia DeJonge, Rosemarie Dewitt, Tim Guinee, Parker Posey, Frank Feys, Joel Mckinnon Miller, Cullen Moss, Patrick Schwarzenegger, Sophie Turner, Vincent Vermignon e Odessa Young.



Lançada em 5 de maio de 2022, a série A escada, com 8 episódios, já está dispoível no catálogo do HBO MAX.

A história real também já retratada em um documentário na Netflix, com 13 episódios, intitulado “The Staircase“.



Conheça a história real de A Escada, nova série da HBO Max

A Escada: uma história de mistério e crime

Conheça a história real de A Escada, nova série da HBO Max

A história de A Escada envolve um caso de morte trágica e misteriosa que chocou os Estados Unidos. Kathleen Peterson foi encontrada morta no final das escadas de sua casa, que ela compartilhava com seu marido, Michael Peterson, na Carolina do Norte.

Michael era conhecido por escrever livros sobre sua experiência na Guerra do Vietnã e por ser colunista de um jornal em Durham. Ele foi a pessoa que encontrou o corpo de Kathleen e ligou para a emergência relatando um acidente: “Minha esposa sofreu um acidente. Ela ainda está respirando. Ela caiu das escadas.”



No entanto, o caso não foi considerado um acidente desde o início devido a vários fatores suspeitos. O mais intrigante deles é que outra pessoa próxima de Peterson havia morrido da mesma forma alguns anos antes.

Em 1985, Elizabeth Ratliff, amiga da primeira esposa de Michael, foi encontrada morta nas escadas de sua casa na Alemanha. Peterson esteve lá no dia anterior ajudando a viúva a colocar suas filhas para dormir. Quando Kathleen foi encontrada morta, a irmã de Elizabeth ligou para a polícia dos EUA, perguntando se eles sabiam que sua irmã havia morrido da mesma forma e revelando que Michael foi a última pessoa a vê-la com vida.

A morte de Elizabeth Ratliff foi então reexaminada e classificada como um homicídio. Foi descoberto que ambas as vítimas sofreram lesões semelhantes na cabeça, que não pareciam ser resultado de uma queda, mas sim de golpes provocados por um objeto ou contra uma superfície rígida. No entanto, não havia provas suficientes para indicar Michael como culpado ou uma acusação formal para investigação.





Após a morte de Ratliff, a família Peterson adotou suas filhas, Margaret e Martha, e se mudou novamente para os Estados Unidos. Na época, Michael era casado com Patricia, mas o casamento começou a desmoronar e ele começou a se relacionar com Kathleen, que também trouxe sua filha Caitlin para a família.

Os investigadores procuraram entender o que poderia ter motivado o assassinato de Kathleen e encontraram algo crucial para a sentença. Eles descobriram mais de duas mil fotos de homens nus no computador de Michael, que também trocava e-mails com um garoto de programa de 26 anos.

A conclusão foi que Kathleen descobriu sobre as fotos e tentou confrontar Michael, resultando em agressão física e sua morte. Em 2003, Peterson foi considerado culpado pelo assassinato e condenado à prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional.

A Teoria da Coruja

Durante os anos que Michael passou na prisão, sua defesa tentou, sem sucesso, recorrer várias vezes para conseguir sua libertação. Em 2009, uma sugestão inusitada de um vizinho e advogado de Michael, que não estava envolvido no caso, chamou a atenção. Ele propôs aos investigadores que a morte de Kathleen poderia ter sido causada por uma coruja, que teria atacado a mulher, fazendo-a cair da escada. Na cena do crime, foram encontradas três penas microscópicas de coruja, mas a defesa não havia levado isso em consideração. Segundo o vizinho, se o júri tivesse conhecimento dessas evidências, a decisão poderia ter sido diferente. No entanto, essa teoria foi refutada.

No entanto, em 2011, Peterson foi libertado após a descoberta de falhas no processo. Ele até escreveu um novo livro, lançado em 2019, contando sua história e deixando muitos se perguntando se ele realmente era inocente ou culpado. A história de A Escada ainda é um mistério que nunca será completamente resolvido.


A Escada | Minissérie baseada em uma história real com Toni Collette e Colin Firth no HBO MAX

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Outros artigos que você possa se interessar




Diversão: Quizes

Review de Filmes e Séries

Filmes e Séries

Livros e Quadrinhos

Ciência e Tecnologia