Escolha uma Página

DUNA | Cientistas tentaram descobrir se os humanos conseguiriam viver em Arrakis

por | nov 8, 2021 | Canal de Astronomia, Filmes, Notícias, Tecnologia

DUNA | Cientistas tentaram descobrir se os humanos conseguiriam viver em Arrakis

DUNA | Cientistas tentaram descobrir se os humanos conseguiriam viver em Arrakis

por | nov 8, 2021 | Canal de Astronomia, Filmes, Notícias, Tecnologia

Idioma: PortuguêsEnglishEspañol

5
(1)

Duna, a série épica de livros de ficção científica de Frank Herbert, agora transformado em um filme de mesmo nome, se passa em um futuro distante no planeta deserto Arrakis. Herbert delineou um mundo ricamente detalhado que, à primeira vista, parece tão real que poderíamos nos imaginar nele.

Em artigo no The Conversation, um grupo de especialistas em modelagem climática simulou como seria a vida em Arrakis por base nas informações relatadas nos livros. A conclusão deixou os cientistas “satisfeitos”, por descobrirem que o autor tinha visionado um ambiente que, entre terrenos baldios de areia e rochas e um Sol abrasador, poderia suportar vida humana. “Podemos precisar de ocasionalmente suspender a descrença, mas grande parte de Arrakis seria habitável, apesar de inóspita”, escrevem.


Modelo Climático de Arrakis de Duna


A construção da simulação começou tendo por base modelos usados na Terra para as previsões meteorológicas e climáticas, onde tiveram de ser decididas as leis da física – que os cientistas assumiram que seriam semelhantes às da Terra – e depois inseridos dados sobre diversos aspectos, como a forma das montanhas, a força do Sol de Arrakis ou a composição da sua atmosfera. O modelo pode depois simular o clima e dar uma ideia de como seria o tempo.

Depois de inserirem essas informações básicas, os cientistas basearam-se nas informações detalhadas dadas nos livros e na enciclopédia dedicada a este mundo fictício para darem mais dicas ao modelo sobre como é o clima de Arrakis, tais como a topografia do planeta e a forma da sua órbita — que assumiram ser circular, tal como a da Terra. “A forma de uma órbita pode realmente impactar o clima: vejam os Invernos longos e irregulares em Game of Thrones”, lembram os cientistas.

“Finalmente, dissemos ao modelo aquilo de que a atmosfera era feita. No geral, era bastante semelhante à da Terra hoje em dia, apesar de ter menos dióxido de carbono (250 partes por milhão em contraste com as nossas 417 partes por milhão). A maior diferença é na concentração de ozono. Na Terra, há muito pouco ozono na atmosfera inferior, apenas à volta de 0.000001%. Em Arrakis, é 0,5%. O ozono é importante porque é cerca de 65 vezes mais eficaz a aquecer a atmosfera do que o CO2 num período de 20 anos”, explicam.


Modelo Climático de Arrakis de Duna

Apesar de ser um planeta com características pouco favoráveis à vida, os livros relatam que à medida que nos aproximamos das regiões polares perto das cidades de Arrakeen e Carthag, o clima já é mais habitável. No entanto, esta explicação contraria o modelo criado pelos cientistas — neste, as temperaturas nos meses mais quentes nos trópicos andam perto dos 45ºC, enquanto que nos meses mais frios, não descem abaixo dos 15ºC, tendo um clima semelhante ao da Terra.

“As temperaturas mais extremas até ocorreriam nas latitudes médias e nas regiões polares. Aqui, o Verão pode ser tão quente como 70ºC na areia (como sugerido no livro). Os Invernos são igualmente extremos, com temperaturas de -40ºC nas latitudes médias e de -75ºC nos pólos”, detalham os especialistas.

Esta situação é também contra-intuitiva visto que as regiões equatoriais estão mais expostas ao Sol. No entanto, no modelo, as regiões polares de Arrakis têm uma humidade atmosférica bastante mais alta, o que funciona como uma nuvem de vapor que retém o calor e age como um gás com efeito de estufa.


UniTV - Nº1 EM CONTEÚDO (E ESTABILIDADE) +500 Canais +100.000 VOD - HOT - App Grátis para Celular


Curso de Inglês Influx Unidade Vila Ema - São José dos Campos

Brasil TV Móvel - O melhor aplicativo de IPTV na sua mão

Relativamente à precipitação, o livro afirma que não chove em Arrakis, mas os cientistas acreditam que ocasionalmente haveria pequenas chuvadas, mas apenas nas latitudes mais altas no Verão e no Outono. As nuvens nos trópicos e nos polos já variam em função da estação do ano.

DUNA Cientistas tentaram descobrir se os humanos conseguiriam viver no planeta Arrakis imagem5 - DUNA | Cientistas tentaram descobrir se os humanos conseguiriam viver em Arrakis

O livro menciona também a existência de calotas polares pelo menos no hemisfério Norte e já há muito tempo. Esta é a principal diferença entre o clima imaginado por Herbert e o modelo científico, que sugere que as temperaturas no Verão derreteriam quaisquer glaciares e que não haveria neve no Inverno.

A sobrevivência humana no planeta Arrakis seria possível?

Para responder a esta pergunta, primeiro é preciso assumir que as personagens dos livros são humanos exatamente iguais a nós e com a mesma tolerância ao calor. Caso esse seja o caso, os trópicos seriam a área mais adequada para os humanos viverem, contrariamente ao que é dito nos livros e no filme. Devido à baixa humidade nos trópicos, as condições de habitabilidade que dependem da temperatura e da humidade seriam suficientes para o ser humano, apesar do calor. Já as latitudes médias, onde vivem a maior parte dos habitantes de Arrakis, seriam as mais perigosas em termos da temperatura, com médias entre 50ºC e 60ºC.

No livro e nos filmes, os Atreides utilizam os trajestiladores que tem a função de não permitir que o corpo humano perca umidade/água em Arrakis, o planeta deserto.



Toda a vida humanoide que saia das zonas habitáveis do planeta tem também de usar fatos escuros que mantém o utilizador protegido do calor e criam água potável com a recolha da humidade corporal gerada com a transpiração, a micção e a respiração. Este detalhe é relevante visto não existir água em Arrakis.

“É importante lembrar que Herbert escreveu o primeiro livro da série Duna em 1965. Isto foi dois anos antes do recente vencedor do Nobel, Syukuro Manabe, publicar o seu primeiro modelo climático seminal, e Herbert não teve a vantagem dos supercomputadores modernos, ou de qualquer computador. Tendo isso em conta, o mundo que criou parece notavelmente consistente seis décadas depois“, concluem os cientistas.



Duna versão de Denis Villeneuve de 2021

O cineasta indicado ao Oscar, Denis Villeneuve (“A Chegada”, “Blade Runner 2049”), dirige Duna, adaptação para o cinema do best-seller seminal de Frank Herbert, uma produção da Warner Bros. Pictures e Legendary Pictures.

Sinopse de DUNA 2021

Uma jornada do herói mítica e emocional, Duna conta a história de Paul Atreides, jovem talentoso e brilhante que nasceu com um destino grandioso, para além até da sua própria compreensão, e precisa viajar ao planeta mais perigoso do universo para garantir o futuro de sua família e de seu povo. Enquanto forças malévolas levam à acirrada disputa pelo controle exclusivo do fornecimento do recurso mais precioso existente no planeta – capaz de liberar o maior potencial da humanidade, apenas aqueles que conseguem vencer seu medo vão sobreviver.

O elenco de DUNA apresenta Timothée Chalamet como Paul Atreides, Zendaya como Chani, Oscar Isaac como Duque Leto Atreides, Rebecca Ferguson como Lady Jessica Atreides, Javier Bardem como Stilgar, Jason Momoa como Duncan Idaho, Josh Brolin como Gurney Halleck e Sharon Ducan Brewster como Liet Kynes.

Duna teve estreia nos cinemas em 22 de outubro, e sendo disponibilizado na HBO Max 35 dias depois.



DUNA | Warner Bros divulga novo pôster com os personagens ao lado de Timothée Chalamet como Paul Atreides

________________________________

Gostou deste artigo?

Classificação média 5 / 5. Contagem de voto(s): 1

Seja o primeiro a avaliar este artigo!


Outros artigos que você possa se interessar


Diversão: Quizes e Puzzles

Cosplayers e Cosmakers

H.TV 7 - A marca pioneira em IPTV

Review de Filmes e Séries